Novas enquetes,



Clique e participe.
 
 


Toninha (Pontoporia blainvillei)Texto em PDF.
....

Quem Somos
Autores
     Informações Gerais    
 
Acontece

     Agenda de Eventos


     Enquetes

    
     Editorial

  
     Links

Procura no site
................................




Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias    CCTA

Laboratório de Clínica e Cirurgia Animal   LCCA


Clique e saiba mais...

................................





    
 

  
 

                                         www.jbca.com.br

Editorial


Alegria
 

Cláudio Baptista de Carvalho
 

<<Ler na íntegra em PDF>>

..........................................................................



Artigo Experimental
 

Uso de Hypericum perforatum L. em associação à cetamina  na anestesia de ratos Wistar

Luís Eugênio Franklin Augusto, Lukiya Silva Campos Favarato, Tânia Toledo de Oliveira, Vanessa Guedes Pereira e Luiz Gonzaga Pompermayer

Avaliaram-se os efeitos dos extratos de H. perforatum nas dosagens de 150, 300 e 600mg.Kg-1 (VO) associados à cetamina a 75mg.Kg-1 (IM) comparados aos efeitos da cetamina a 75mg.Kg-1 (IM) isoladamente. Foram utilizados 24 ratos da raça Wistar, adultas fêmeas, divididas em quatro grupos com seis animais cada. Os seguintes protocolos anestésicos foram seguidos: Grupo 1, cetamina 10%, 75 mg.Kg-1 (IM); Grupo 2, H. Perforatum 150 mg.Kg-1 (VO) e cetamina 75 mg.Kg-1 (IM); Grupo 3, H. Perforatum 300 mg.Kg-1 (VO) e cetamina 75 mg.Kg-1 (IM); Grupo 4, H. Perforatum 600 mg.Kg-1 (VO) e cetamina 75 mg.Kg-1 (IM). As variáveis analisadas foram o período de latência, o período hábil, o período de recuperação, o miorrelaxamento e a resposta ao estímulo nociceptivo. Com base na análise dos resultados obtidos é possível concluir que devido à diminuição do período hábil e de recuperação, presença de resposta ao estímulo nociceptivo, além da ausência de miorrelaxamento, o extrato de H. perforatum contendo 0,33% de hiperforina solubilizado em xarope diminuiu a ação da cetamina quando comparado ao uso isolado de cetamina, sugerindo efeito antagônico entre o extrato de H. perforatum e a cetamina. Os resultados não demonstraram aumento do efeito em relação às doses utilizadas de H. perforatum.

<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Revisão de Literatura

Inotrópicos positivos em cães – Revisão de literatura

Felipp da Silveira Ferreira, Flávia Lopes Barretto, Millena Vidal de Freitas, Luiz Antônio Eckhardt de Pontes e Claudio Baptista de Carvalho


Os inotrópicos positivos são drogas que atuam sobre o miocárdio aumentando a sua força de contração ou inotropismo por diversos mecanismos. Esta classe de fármacos é indicada em condições graves de insuficiência cardíaca congestiva, sobretudo nos casos de insuficiência sistólica, como nas cardiomiopatias dilatadas e fases avançadas da degeneração mixomatosa valvular mitral. Seu uso em medicina veterinária representa uma boa estratégia terapêutica, apresentando resultados relevantes. Dentre as principais drogas, a digoxina representa um dos principais fármacos desta classe, embora estudos recentes apontem a eficiência dos inibidores da fosfodiesterase 3. Embora não haja um fármaco inotrópico positivo com características ideais para a maioria dos casos, existem várias drogas com propriedades distintas e que podem ser selecionadas conforme as demandas de cada paciente, o que torna fundamental o conhecimento farmacológico do clínico para apontar o inotrópico mais eficiente para cada caso.

 

<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Artigo Experimental

 

Extração de DNA e RNA de fígado e músculo em tilápia do Nilo

Eliane Gasparino, Fernanda Tanamati, Ariane Gomes Salles Tiburcio, Stefania Caroline Claudino da Silva, André Luiz Seccatto Garcia e Angélica de Souza Khatlab



Na tilapicultura, os estudos em genética molecular têm se tornado cada vez mais importantes, havendo a necessidade de obtenção de protocolos funcionais para cada tecido. Foram utilizadas amostras de músculo e fígado de tilápias do Nilo, e adaptados protocolos para extração de DNA (para músculo e fígado) e RNA (para fígado). Para a extração de DNA do fígado houve a redução do tempo em banho-maria (de 12 para duas horas). Para a extração de DNA de fígado foram alteradas as seguintes etapas: redução do tempo em banho-maria (de 12 para duas horas), utilização de pequena fração de amostra inteira (sem maceração) e adição de uma etapa de decantação. Para a extração de RNA de fígado, a utilização de amostra macerada sugerida pelo protocolo foi substituída por uma pequena fração de amostra inteira.  As adaptações de protocolo de extração de DNA de fígado e músculo e de extração de RNA de fígado em tilápias do Nilo foram apropriadas gerando boa relação de absorbância (A260/A280), e material genético de boa qualidade para análises subsequentes.


<<Ler na íntegra em PDF>>

..........................................................................


Relato de Caso

 

Tuberculose bovina protraída: Relato de caso

Luiz Eduardo Duarte de Oliveira, Idelvânia dos Anjos Nonato, Gabriel Artur Marciano do Nascimento, Arthur Augusto Tavares do Nascimento, Marco Túlio Lopes Serrano e Gabriel Domingos Carvalho



A tuberculose bovina é uma doença causada pelo Mycobacterium bovis e representa um sério problema para a saúde pública. Esta importante zoonose é uma doença infecto-contagiosa de caráter crônico, caracterizada por granulomas. Os sinais clínicos da tuberculose bovina na maioria das vezes estão ocultos, e quando presentes são representados por perda de peso, linfadenomegalia, debilidade, caquexia, sinais respiratórios e, com menor frequência, por sinais digestivos e geniturinários, neurológicos e outros. Este trabalho relata o caso de um touro de aproximadamente 72 meses de idade, utilizado como reprodutor em uma pequena propriedade leiteira, situada na Zona da Mata Mineira, que após sofrer um episódio de intoxicação, manifestou um quadro disseminado de tuberculose.


<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................

Anais do X Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária
 


 

<<Ler na íntegra em pdf>>

 

.......................................................................................................
Utilidades: Leitor de PDF - Modelo declaração COBEA - Cessão de Direitos
.......................................................................................................
Este periódico científico é filiado à ABEC - Associação Brasileira de Editores Científicos. Por sugestão desta asssociação, a periodicidade inicial será semestral, reduzindo-se gradativamente os intervalos de tempo entre as edições de acordo com o crescimento da publicação.(www.abecbrasil.org.br)