ISSN 1983-5663

Campos dos Goytacazes, RJ- Brasil   

 



Nossas enquetes...






 
 


         Link Oficial - Texto em PDF

Quem Somos
Autores
     Informações Gerais

     Processo de Avaliação
      do seu Artigo


    
 
Acontece

     Agenda de Eventos


     Enquetes

    
     Editorial

  
     Links

Procura no site
................................

II SIMCARDIOVET - II Simpósio Latino-Americano de Cardiologia Veterinária
14 a 18 de Dezembro de 2009



          

................................

 Doe Medula.  Salve Vidas


    
 

      Mais Informações
 
                                         www.jbca.com.br

Editorial


               "Um passo a mais" 


<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Artigo original
Diagnóstico por imagem
 
 

Ultrassonografia das glândulas tireóideas em cães
(Canis Familiaris, LINNAEUS,1758)



NOVO ACMP,CARVALHO CB, ALVES RBM 

As glândulas tireóideas de cães foram avaliadas ultrassonograficamente no período de agosto a outubro de 2008, sendo estes animais divididos em três grupos: Grupo 1, até 10 kg (n=7); Grupo 2, entre 10 e 25 kg (n=6) e Grupo 3, acima de 25 kg (n=5). Foi utilizado o equipamento Honda HS 2000 e os transdutores multifrequenciais 3,5; 5,0 e 7,0 MHz, permitindo a avaliação dos lobos tireóideos em corte longitudinal, para medir o comprimento, e transversal, para medir a largura e a altura. Nos três grupos foram observadas as glândula s tireóides normais, com os lobos de contorno bem definido, hiperecogênicos e com ecotextura homogênea. As médias encontradas foram: Lobo direito de comprimento = 46,70 ±13,70 mm; largura = 20,04 ± 5,73 mm; altura = 30,52 ±7,11 mm e volume = 15,80 ±10,50 cm3. Lobo esquerdo de comprimento = 48,30 ±11,30 mm; largura = 22,46 ± 5,75 mm; altura = 30,83 ± 8,30 mm e volume = 17,83 ±9,21 cm3. 



<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Artigo original
Parasitologia
 


Avaliação entre as técnicas de centrífugo-sedimentação e sedimentação rápida (Paratest®) na identificação de ovos de Dioctophyma renale em urina de cães
 

SILVEIRA LL, LEMOS LS, FERREIRA FS, FREITAS MV, PEREIRA MAC, CARVALHO CB

A dioctofimose é uma doença parasitária comum em cães que habitam áreas pesqueiras em virtude de seus hábitos alimentares e da presença dos hospedeiros intermediários responsáveis pela transmissão. A doença é considerada uma zoonose e, nos últimos anos, tem sido identificada, inclusive em humanos, através de técnicas de diagnóstico por imagem. O objetivo deste trabalho foi comparar duas técnicas de análise do sedimento urinário para identificação de ovos de Dioctophyma renale em urina de cães. Trinta amostras de urina de cães provenientes do Distrito de Lagoa de Cima, Município de Campos dos Goytacazes, RJ, foram examinadas no Setor de Parasitologia Veterinária da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) por meio das técnicas de centrifugo-sedimentação e sedimentação rápida (Paratest®). Ovos de Dioctophyma renale foram encontrados em 10 % das amostras e ambas as técnicas de sedimentação foram consideradas métodos eficientes e fundamentais para o diagnóstico e o tratamento precoce da doença. 


 <<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Artigo original
Clínica Médica de Pequenos Animais 
 



Análise comparativa de eletrocardiogramas de cães
em 1 e 2 Mv 
 

FREITAS MV, FERREIRA FS, SILVEIRA LL, SOARESS, CARVALHO CBC 

O eletrocardiograma é um meio de diagnóstico importante em Medicina Veterinária. Em alguns casos, o uso da calibração em 1mV não é o suficiente para mostrar algumas alterações mínimas. Portanto, o objetivo desta pesquisa foi avaliar se há diferenças nos eletrocardiograma de cães em 1 mV e 2 mV. Os resultados mostraram que a amplificação da sensibilidade do aparelho para 2 mV pode ser uma ferramenta útil para a detecção de alterações eletrocardiográficas mínimas. 



 
<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................



Relato de caso
Clínica Médica de Animais Selvagens 
 



Penectomia
em caso de prolapso peniano em Jabuti-piranga (Geochelone carbonaria) - Relato de caso 


RAMOS RM, VALE DF, HANAWO MEOC, FERREIRA FS, LUZ MJ, OLIVEIRA ALA 

O Jabuti-piranga (Geochelone carbonaria) é, provavelmente, o quelônio que mais tem sido mantido em cativeiro como animal de estimação devido a fatores culturais e amplo comércio ilegal.O prolapso peniano é um dos principais problemas que acometem esses animais quando mantidos em cativeiro e, com frequência, os animais são trazidos tardiamente com exposição dos tecidos. Nestes casos, a única alternativa é a amputação do pênis. Este trabalho descreve o caso de um Jabuti-piranga com prolapso de pênis atendido no Hospital Veterinário da Universidade de Uberaba. Foi realizada limpeza local, reintrodução do pênis e sutura da cloaca. Cinco dias após, houve recidiva e o pênis apresentou-se com necrose e infecção, necessitando uma amputação da região prolapsada.O prolapso peniano, se manejado de forma correta, pode ser resolvido apenas com tratamento clínico. Caso haja recidiva ou lesão permanente do órgão, este deve ser amputado para que não ocorra piora do quadro, podendo levar o animal a óbito.  


<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Revisão de literatura
Cirurgia de Pequenos Animais 

 



Métodos de preservação de membranas biológicas para uso cirúrgico 


OLIVEIRA LL, SOUZA DBS, ABÍLIO EJ, CARVALHO ECQ 

As membranas biológicas consistem em implantes de natureza orgânica que tem como principal característica serem constituídos quase que exclusivamente por colágeno. São usados como enxertos em cirurgias reconstrutivas, após preservação por diversos métodos.
Os métodos mais estudados são a glicerina, o glutaraldeído, a solução de açúcar supersaturado, a solução supersaturada de sal, a solução de polivinilpirrolidona e o congelamento. Estes métodos são aqui revisados, apontando-se as principais vantagens e desvantagens de cada um.
 


 <<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................


Revisão de literatura
Comportamento Animal 

A agressão no comportamento materno: aspectos fisiológicos

SCÁRDUA SS, BASTOS R 

Esta revisão tem por objetivo fazer um breve relato do atual entendimento dos aspectos fisiológicos que permeiam a agressão no comportamento materno, um dos principais modelos de agressão estudados, principalmente em ratos e camundongos, com o objetivo de compreender as bases fisiológicas deste comportamento. O estudo dos aspectos fisiológicos da agressão tem implicações bastante relevantes para o entendimento dos diversos tipos de agressão humana e posteriores tratamentos. O controle sensorial da agressão materna é composto principalmente por estímulos tácteis e olfatórios vindos dos filhotes e dos intrusos, além do hormônio ovariano, que exerce um papel fundamental. O circuito neural ainda não está definido, mas sabe-se que a serotonina é o principal neurotransmissor envolvido.


 
<<Ler na íntegra em PDF>>


..........................................................................



Resumos apresentados na Mostra Sadi Bogado - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - RJ - Novembro de 2008


Análise histológica e morfométrica das alterações causadas pelo antimoniato e meglumina no epitélio estomacal de ratos Wistar.


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Avaliação do efeito do tartarato de metoprolol sobre o segmento ST de cães com taquicardia supraventricular induzida pela cetamina.


<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................


Avaliação histológica do infiltrado inflamatório na  infecção experimental com Leishmania mazonensis em saguis (Callithrix penicillata


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Efeito do manejo ante-mortem sobre a ocorrência de lesões na carcaça de bovinos abatidos em Campos dos Goytacazes.


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................


Miosite dos músculos da mastigação em cão – Relato de caso. 


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Diminuição de óbitos de aves atendidas no Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (RJ) mediante ajustes no protocolo clínico adotado.  


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Impact evaluation of the alien species Iguana iguana (Squamata: Iguanidae)
in the forest restoration of a wetland
.  


<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Orçamento comportamental de lobo-guará (Chrysocyon brachyurus illiger, 1815) em cativeiro.  


<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Perfuração em lobo pulmonar com progressão para empiema pleural em cão -
relato de caso. 



<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Pericardiotomia por toracoscopia em cão com efusão pericárdica recidivante -
relato de caso. 



<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Sialolitíase em ducto da glândula submandibular em cão. 


<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Terapêutica da coccidiose em criatório comercial de curió (Oryzoborus angolensis) no município de Campos dos Goytacazes – RJ 


<<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Tratamento de pediculose em Calopsitas (Nymphicus hollandicus) - Relato de caso. 


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................

Utilização do açúcar como terapêutica alternativa no processo cicatricial em coelho doméstico (Oryctolagus cuniculus) -  Relato de caso.


 <<Ler na íntegra em PDF>>

.......................
 

.......................................................................................................
Utilidades: Leitor de PDF - Modelo declaração COBEA - Cessão de Direitos
.......................................................................................................
Este periódico científico é filiado à ABEC - Associação Brasileira de Editores Científicos. Por sugestão desta asssociação, a periodicidade inicial será semestral, reduzindo-se gradativamente os intervalos de tempo entre as edições de acordo com o crescimento da publicação.(www.abecbrasil.org.br)